O ser humano sempre utilizou-se da criatividade para resolução de problemas, buscando a melhoria da sua qualidade de vida. É extraordinário estudar a história e constatar os enormes avanços que tivemos nas áreas da saúde, das ciências, das artes e da tecnologia. Percebemos que a inteligência artificial, uma relevante invenção humana que desponta nesse momento devido ao avanço tecnológico, mudará sobremaneira a nossa forma de viver.

Podemos dizer que a nossa evolução confunde-se com as grandes descobertas da humanidade. Sentimos os impactos positivos dessas mudanças, alguns imediatos e outros nem tanto. Essas grandes invenções, aliadas ao crescimento populacional, também geraram impactos negativos tais como a degradação de ambientes naturais, a extinção de espécies e a poluição em suas mais variadas formas.

Nos dias atuais a inovação está muito relacionada com a busca do desenvolvimento sustentável. Abrimos os jornais e percebemos o quanto o setor dos transportes tem evoluído com seus carros elétricos, híbridos e autônomos. Toda uma nova infraestrutura de eletropostos e investimentos nas redes de distribuição de energia devem ser feitos para suportar a nova frota de veículos. Esses novos conceitos estão diretamente ligados com a descarbonização dessa matriz, pois essas mudanças contribuem para a redução da emissão de gases de efeito estufa.

Fundamental para garantir o avanço tecnológico e o aumento da população, a geração de energia também passa por mudanças, com forte tendência para as fontes renováveis, tais como solar e eólica. Também há o crescimento da geração distribuída, que é a produção de energia no mesmo local de uso. Com ela é possível levar energia a locais remotos com menor custo financeiro, em menos tempo e com menos impacto ambiental. O uso de energia sustentável é a aposta de um futuro de qualidade para toda a população.

Presenciamos também modificações gradativas nos nossos padrões de consumo. O consumo colaborativo baseia-se na ideia de que tudo pode ser trocado, emprestado ou compartilhado. Hoje muitos preferem utilizar o Uber, o Airbnb, um coworking, carros e bicicletas compartilhados, dentre outras formas de uso coletivo.

Com tantas mudanças acontecendo, as empresas conseguirão manter-se competitivas se estiverem atentas ao mercado consumidor, trazendo soluções que aliam inovação com sustentabilidade. Algumas empresas que já perceberam isso têm como estratégia aproveitar essas oportunidades para gerar valor ao seu negócio. Um grande exemplo é a Unilever, que por sete anos consecutivos é eleita líder mundial em sustentabilidade pelo Sustainability Leaders da GlobeScan/SustainAbilityalém de ter suas ações no Índice Dow Jones de Sustentabilidade. Segundo informações da própria empresa, no ano de 2015, doze de suas marcas para uma vida sustentável tiveram crescimento 30% superior às demais, uma vantagem que aumentou para 40% em 2016. Outra empresa líder mundial em sustentabilidade é a Tesla, referência na fabricação de veículos inteligentes, 100% elétricos. A empresa também é referência em armazenamento e geração de energia renovável para residências e empresas. Hoje vale mais do que a GM, a FIAT e a Peugeot. A empresa brasileira melhor posicionada é a Natura, que utiliza insumos vegetais em seus produtos, preocupa-se com a redução dos resíduos e com a neutralização do carbono de suas operações. Figuram nessa lista também as empresas Patagônia, Nike, Nestlé, GE e BASF.

Observando os relatos de empresas líderes em sustentabilidade, podemos destacar algumas vantagens de aliar sustentabilidade e inovação na estratégia empresarial:

  • redução de custos – pela reutilização da matéria prima, diminuição do consumo de energia e melhoria dos processos empresariais;
  • mitigação dos impactos socioambientais negativos – pelo controle e redução de efluentes e emissões dos processos produtivos, pela preservação da biodiversidade e pela maior compreensão das características e necessidades das comunidades de entorno;
  • desenvolvimento por meio de parcerias – a busca de parcerias auxilia sobremaneira o desenvolvimento de soluções, otimizando mão de obra, agregando conhecimentos, fortalecendo as relações institucionais;
  • melhoria da imagem das empresas – cada vez mais, a sustentabilidade empresarial é uma estratégia importante e um diferencial competitivo. Além disso, essas estratégias empresariais agregam valor ao produto e fortalecem a marca;
  • gestão de riscos e oportunidades – as empresas devem fortalecer a sua governança e estar atentas às mudanças de consumo e às grandes agendas internacionais de sustentabilidade, antevendo mudanças em seu negócio com vistas a permanecer no mercado;

Num mundo em que a inovação é um caminho para o desenvolvimento sustentável, não podemos nos esquecer da importância que a educação tem em todo esse processo como um agente transformador da sociedade. A inovação tecnológica será cada vez mais abrangente se estiver acompanhada da melhoria da qualidade da educação. Não há inovação tecnológica sem inovação social.