Entrevista ao Valor Econômico sobre o que é Futurismo

Futurismo é uma ciência transdisciplinar que procura antecipar, criar, gerenciar mudanças em uma variedade de domínios ( científico, tecnológico, ambiental, político e societal), em diferentes escalas, usando uma variedade de especialidades, teorias e métodos.” Acceleration Studies Foundation

É uma arte que transcende a mente. Uma ciência universal que conecta pontos ainda não manifestados e os tangibiliza no presente. Usa diferentes abordagens para enxergar o possível caminho ainda invisível, faz a leitura de padrões, considerando sua continuidade ou ruptura; influencia a mudança sem previsões ou contaminações, considerando todas as dimensões da vida. Integra o mundo possível com a vida existente, criando ou polinizando diferentes métodos, oferecendo clareza sobre as tendências e os sinais do futuro que se aproxima.”  Jaqueline Weigel

A disciplina que estuda o futuro para compreendê-lo e poder influir sobre ele.” Rosa Alegria

Enxergar onde acontecem transformações nos padrões e entender como podem se comportar no futuro”. Michel Zappa

Futurismo é a disciplina que investiga, explora, traduz e acelera as possibilidades de um futuro pós-emergente, ou seja, de cinco a dez anos. Sua proposta é observar como as evidências (passadas e presentes) encontradas na ciência, na tecnologia e no empreendedorismo (ou negócios em geral) podem afetar a cultura, os novos comportamentos e as novas estruturas da sociedade. Seu objetivo é aumentar a consciência da sociedade, ajudando-a a tomar decisões que geram impacto positivo tanto hoje quanto amanhã.” Aerolito, Tiago Mattos

Capacidade de entender os sinais de mudança e construir algo em torno disso. Usar Trends para suportar a inovação e adaptar as empresas à realidade atual.” Luis Rasquilha

Futuros podem ser criados ou evitados e é isso que faz o futurista ao traçar cenários: oferecer visões e possibilidades que permitem a criação de estratégias.” Jacques Barcia

Futurismo é poder prever o futuro utilizando meios quantitativos e qualitativos, usando principalmente habilidades de intuição e escrita e criar o futuro, usando técnicas de planejamento e consultoria”. Daniela Klaiman

Quem inventou: O francês Bertrand de Jouvenel é considerado um dos pais da disciplina no âmbito da ciência, mas a primeira ferramenta de pesquisa de futuros foi criada pelo germano-americano Olaf Helmer e sua equipe na RAND Corporation, uma organização fundada para estudar os caminhos do mundo no pós-guerra. “Quando saiu da RAND, Helmer ajudou a fundar uma das principais organizações de futuros do mundo, o Institute For The Future, em Palo Alto, na Califórnia.” Fonte Projeto Draft

Quando foi inventado: O Futurismo começou a ser aplicado como atividade científica no começo do século 20. A RAND Corporation foi criada em 1948. O Institute For The Future, em 1968. Fonte: Projeto Draft